Precisamos falar sobre Governança de TI e Compliance Digital

O avanço da tecnologia permitiu às organizações vasto acesso aos mais variados tipos de informações. Tecnologias como cloud computing, big data/analytics, inteligência artificial, machine learning fez com que o fluxo de informações e de dados tenha ganhado especial relevo no mundo atual. Por conta disso, a estruturação dessas informações tende a criar um valor significativo às organizações, impulsionando os modelos de negócios e viabilizando ganhos de competitividade e de produtividade em todos os setores da economia. Entretanto, a utilização dessas informações deve passar por um processo de governança corporativa, pois deve garantir a transparência, a finalidade e a segurança dos dados e também do seu fluxo, conjugando a máxima efetividade dos dados e o uso adequado às melhores práticas, leis e regulamentações. 

“Segundo o conceito estabelecido pelo IBGC, governança corporativa é”o sistema pelo qual as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e demais partes interessadas. As boas práticas de governança corporativa convertem princípios básicos em recomendações objetivas, alinhando interesses com a finalidade de preservar e otimizar o valor econômico de longo prazo da organização, facilitando seu acesso a recursos e contribuindo para a qualidade da gestão da organização, sua longevidade e o bem comum”. 

Um dos princípios fundamentais que orientam as práticas de governança corporativa é o compliance, que tem como objetivo primário a conformidade com as leis e regulamentações, porém, não é só. Um compliance efetivo busca ir além, ou seja, busca atingir a integridade da organização e proporcionar uma verdadeira e efetiva mudança na cultura organizacional da companhia, para que as práticas estabelecidas pela governança corporativa sejam eficazes e efetivas. 

A Governança de TI, enquanto espécie do gênero Governança Corporativa, tem como diretriz principal agregar valor às empresas através da utilização efetiva de recursos e sistemas tecnológicos. Para isso, deverá estar alinhada com o compliance digital, que tem como foco a compatibilização dos processos internos e externos, adotados em um ambiente digital, com as leis e regulamentações, garantindo a confiabilidade, integridade, disponibilidade, segurança e sigilo das informações tratadas no âmbito da Economia Digital. 

Em uma sociedade que se convencionou chamar “Sociedade da Informação”, muito por conta do constante avanço tecnológico que permitiu o alto fluxo de dados, é imprescindível, que as organizações adaptem seus processos sob a ótica de Governança de TI e Compliance Digital, com vistas a agregar valor aos seus negócios. 

Raphael Dutra Campos
Raphael Dutra Campos
Sócio da área de Tecnologia Mídia e Telecomunicações e Proteção de dados do CTA Advogados

Comentários

Deixe sua opinião

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Anatel converte multas de operadoras em sanções de obrigações de fazer

Não é de hoje que o regulador do setor das telecomunicações sinaliza uma tendência de abordagens regulatórias menos assemelhadas à estratégia clássica...

MVNO como tendência de mercado

Os provedores de serviços de telecomunicações brasileiros buscam alternativas capazes de tornar mais eficiente a destinação dos recursos empregados na construção e...

Timeline da LGPD

O prazo inicial de vigência da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) foi alterado algumas vezes desde sua publicação, em 2018....

Últimas Notícias

A Lei das Antenas é inconstitucional? Comentários sobre a ADI 6482

O setor de telecomunicações é, sem dúvida, um dos mais importantes para que o Brasil possa dar um salto de desenvolvimento nas...

Anatel converte multas de operadoras em sanções de obrigações de fazer

Não é de hoje que o regulador do setor das telecomunicações sinaliza uma tendência de abordagens regulatórias menos assemelhadas à estratégia clássica...

MVNO como tendência de mercado

Os provedores de serviços de telecomunicações brasileiros buscam alternativas capazes de tornar mais eficiente a destinação dos recursos empregados na construção e...

Timeline da LGPD

O prazo inicial de vigência da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) foi alterado algumas vezes desde sua publicação, em 2018....

Muito barulho por nada: debates sobre a (não) vigência da LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) ainda não está em vigor. A votação do dia 26.08.2020 no Senado tem gerado...

Redes Sociais

143FollowersFollow